Então havia de ser em quê, Jeoren?

As recentes afirmações do presidente do Euro Grupo estão a fazer furor. Jeoren Dijsselbloem acusou os países do sul da Europa de gastarem o seu dinheiro em “copos e mulheres”. 

Então havia de ser em quê, Jeoren? Cortinados?

Nós por cá exagerámos na reacção, admito. Eu estaria muito mais preocupado se fosse europeu do Norte. Afirmar depreciativamente que nós, do sul, gastamos o nosso (pouco) dinheiro em bebida e em mulheres é o mesmo que afirmar que lá para cima, no Norte, se gasta noutras coisas – quiçá bem piores. É afirmar que os “nórdicos” preferem uma cadeira de design finlandês para a bancada da cozinha por trezentos euros do que uma garrafa de Pêra Manca por um décimo do preço. É afirmar que preferem um pisa-papéis adquirido em Copenhaga por duzentos euros em prol de uma noitada no LUX. É comprar um queijo em Amsterdão por sessenta euros em vez daquele tinto da Cartuxa por quatro euros e meio no Pingo Doce.

 Ora, então uma cadeira a 291€ ou um Pêra Manca a 33.50€? 

Ora, então uma cadeira a 291€ ou um Pêra Manca a 33.50€? 

Aí sim, eu estaria indignado! Cadeiras a trezentos euros? Venha mas é o tinto

E convenhamos Jeoren, quando se vem de um país onde é possível pagar aulas de condução com sexo – Holanda – não estarás a exagerar nas generalizações? 

Olha, vou beber um copo em tua honra! 

Saúde! 

www.merlin37.com/haviadeser