Obrigado Stephen

Quando o dia nos mandar à "merda". Quando as coisas nos correrem mal. Quando estivermos chateados porque a rede Wi-Fi vai e vem... talvez nos lembremos que existiu um tipo a quem foi diagnosticado a doença de Lou Gehrig com 21 anos.

Talvez nos lembremos também que pouco depois disso ficou tetraplégico.
E talvez nos lembremos que mesmo assim se tornou em um dos mais importantes físicos teóricos da história da humanidade. Em uma das mais brilhantes mentes que já povoou este planeta e em alguém para quem as gerações futuras terão uma dívida de gratidão.

Talvez nos lembremos que, mesmo face à mais inimaginável das dificuldades, como perder toda a mobilidade no auge da juventude, com coragem, bom-humor e uma vontade inabalável o ser humano pode fazer coisas excepcionais.

Que legado mais fantástico, e inspirador, se poderia pedir?

 (c) TIME Magazine

(c) TIME Magazine

www.merlin37.com/stephen