5 de Outubro... o outro 5 de Outubro

(Escrito a 5 de Outubro de 2015)

A primeira bandeira do reino de Portugal. 

A primeira bandeira do reino de Portugal. 

 

Dia interessante esta segunda-feira de Outubro. 

Dia 05. Liga-se a televisão, abrem-se as redes sociais, lêem-se os e-mails. E, tão previsivelmente como o meu Benfica ser campeão, fala-se sobre as eleições de ontem. Outros até celebram o 05 de Outubro como a implementação da república. Raros são – mas existem! – os que celebram algo bem mais importante.

O aniversário de Portugal. 

05 de Outubro de 1143. A “nossa” data de aniversário oficial. Faz hoje 872 anos que somos oficialmente – e reconhecidamente – um país independente. E ninguém fala dela. Somos um país que não celebra a sua existência, a sua fundação. Triste fado este. Preferimos celebrar a implementação de um sistema política à própria existência do estado em que ele é implementado. 

Arriscando tornar-me repetitivo, Portugal é mais do que os últimos 40 anos de história. É mais que os últimos 100 anos de república. Portugal anda por cá faz 872 anos. E isso é um claro motivo de celebração.

Passámos por tempos difíceis, fomos conquistados, conquistámos, demos um passo de fé e demos novos mundos aos mundo. Descobrimos, guerreámos, fomos gloriosos e fomos humilhados. Excedemo-nos, e ainda o fazemos em muitas áreas. Somos capazes do melhor e também do pior. 
Choramos com melancolia mas somos os mais alegres no reencontro. 

Temos 872 anos de história. Orgulhosa história. E isso merece um brinde! Não caraças! Merece uma grade de minis! Que é de Portugal que falamos. 

E ao brindar, diríamos como diria Afonso Henriques:

“SÃO JORGE”!